Criptomoedas: 10 dicas pra você não perder dinheiro!

10 de janeiro de 2021

O volume total de capital investido no mercado de criptomoedas estava na casa dos 18 bilhões no início de 2017. 4 anos se passaram, hoje esse valor já bateu na casa do TRILHÃO de dólares, com T de tatu! 

Quem comprou 1 bitcoin em 1 janeiro de 2017 pagou na época US$ 958.  Abaixo está o valor dele agora. Faça as contas!   

Com esses números parece até o “paraíso do dinheiro fácil”, mas se você entrar nesse mercado sem conhecimento, esse “paraíso” pode se transformar em um verdadeiro inferno, por isso confira abaixo as dicas para você não perder seu suado dinheiro! Comecemos pelo básico. 

A palavra “altcoin” é uma junção das palavras em inglês “alternative” e “coin”, ou seja, “moeda alternativa”. Assim são chamadas todas as criptomoedas que surgiram após o bitcoin.  Já os tokens tem a mesma tecnologia, mas não foram criados apenas com o objetivo de se tornarem criptomoedas, grosso modo, são como “ações”, “títulos” ou “créditos” dependendo de cada projeto.

No site CoinMarketCap , no momento em que escrevo este post, há uma lista com mais de 8.000 “altcoins” e tokens, e esse número não para de crescer, e é aí que surgem várias dúvidas para quem quer saber mais sobre o mercado de criptomoedas:  Em qual criptomoeda apostar?  Quais são os tokens mais promissores? Como posso ganhar dinheiro com criptomoedas? 

1- Onde comprar bitcoins e outras criptomoedas

Se você ainda não possui nenhuma criptomoeda, trocar seus reais por bitcoins, deverá ser o seu primeiro passo.  As opções para comprar bitcoin de forma segura são:

Binance  – É a maior exchange do mundo e opera regularmente no Brasil, sendo assim você só precisa realizar e validar seu cadastro (clicando aqui) e fazer o depósito em reais via Pix.  

FoxBit  – Excchange Brasileira com sede em Nova York. Para comprar e vender bitcoins você precisa fazer um cadastro com validação.

2 - Onde se ganha dinheiro fácil, também se perde fácil!

Quando falam em alta volatilidade no mercado de criptomoedas, não é nada que possa ser comparado com a volatilidade do mercado de ações, que já é considerado um investimentos de risco. No mercado de criptomoedas é comum que uma moeda cresça mais de 100% em algumas horas e que perca boa parte de seu valor na mesma velocidade e são muitos os fatores que influenciam neste sobe e desce:

Criptomoedas e tokens são partes de um “ecossistema” ainda em desenvolvimento.

Criptomoedas são softwares e plataformas baseadas em criptografia de última geração e a cada atualização, a cada anúncio de novos recursos, a cada citação em grandes publicações do mercado financeiro, a cada nova legislação ou interferência de governos ou de parcerias com gigantes da tecnologia, sera motivo para que o preço suba ou desça de forma abrupta.

Falhas de segurança, bugs, ataques de hackers, acusações de fraude ou qualquer tipo de notícia negativa será motivo para quedas bruscas.

Portanto, se trata de um investimento de altíssimo risco em um mercado novo e cheio de armadilhas para novatos desinformados.   Para ter um bom retorno sobre o seu investimento, você terá que estudar esse mercado e dedicar parte do seu tempo a ele, caso contrário certamente perderá dinheiro.

3 - Escolha uma estratégia de trade de acordo com seu nível de conhecimento

Operar em “Day Trade” ou seja, comprar e vender nas altas e baixas diárias e ganhar nestas variações, ou em Swing Trade, que é comprar e vender em curto prazo, como dias e semanas, não é uma tarefa fácil.  Se você não tem nenhuma experiência na área, não tenha dúvida que certamente irá perder dinheiro.

Pra não meter os pés pelas mãos, você  precisa aprender  o básico de padrões gráficos.

Procure no Youtube por “padrões gráficos análise técnica “.

Você pode começar pelo MACD (Moving Average Convergence / Divergence) que é um indicador bastante popular na análise técnica.

Mesmo que você já tenha adquirido alguma experiência com os indicadores gráficos, você precisa saber que a velocidade com que as noticias podem inflar ou abalar este mercado é praticamente instantânea. Primeiro porque não há abertura e fechamento de pregão. O mercado de criptomoedas é 24x7x365.  Se houver a notícia de um bug, um hacking, a proibição ou controle de algum governo, os indicadores gráficos não servirão de nada e o preço da moeda poderá descer muito em poucos minutos. 

Outro problema com esse tipo de estratégia é ter que lidar com os robôs de trade que estão cada vez mais tomando conta desse ecossistema em quase todas as exchanges.

4 - Opere sempre com ordens de  STOP/LIMIT

Confira no vídeo abaixo como fazer para operar com ordens Stop/Limit na Binance:

5 - Opere nos mercados de stablecoins

Stablecoins são criptomoedas pareadas em dólar e Euro.  O mercado que possui o maior volume de compra e venda é o  Tether (USDT) X Bitcoin (BTC).

Se houver uma queda brusca e vc estiver operando em STOP/LIMIT, seus bitcoins serão automaticamente convertidos em uma moeda pareada com o dólar, o que pode fazer você reduzir grandes perdas nestas opções de curto prazo.   O preço do Bitcoin ainda é um dos pilares deste mercado. É ele que ainda determina se estamos operando em tendencia de baixa ou alta. Isso ocorre por conta de um motivo bastante simples, o maior volume de compra e venda do mercado ainda é baseado nas trocas entre dólar x Bitcoin ou  Bitcoin x Altcoins.   Por isso quando o Bitcoin cai de forma brusca carrega com ele todas as demais criptomoedas.  Isso talvez possa mudar nos próximos anos, mas agora é assim que a coisa funciona, portanto seja lá qual for sua estratégia, fique de olho em tudo que ocorre com o preço do Bitcoin e prefira operar em mercados baseados em stablecoins

6 - Pense a Longo prazo

Como dissemos no início deste post, quem comprou 1 bitcoin em 1 janeiro de 2017 pagou na época US$ 958.  Mesmo com o tal do “estouro da bolha” ocorrido em 2018, que representou uma retração de 85%, esse mesmo bitcoin, agora vale uma pequena fortuna.

Entre o primeiro e o último preço ocorreram variações extremas que no gráfico mais se parecem com o desenho de uma montanha russa, porém quando olhamos a “big picture”, vemos que ao longo dos anos o Bitcoin permanece em subida.

A aposta de longo prazo depende extremamente de estudar as moedas e tokens que podem se transformar em gigantes no futuro. É necessário avaliar cada projeto e o que ele traz de novidade, se será um projeto útil ou terá aceitação por uma número grande de usuários e qual problema do mundo real ele resolve.

7 - Saiba quais são as principais Criptomoedas e tokens

Todos os dias são criadas novas altcoins e tokens para projetos baseados em Blockchain, DAG e outras tecnologias criptográficas. Muitos projetos com propósito de resolver problemas reais, outros são apenas clones com objetivo de especulação.  Podemos considerar que as principais criptomoedas são aquelas que possuem maior captação de mercado, ou seja, as que tem mais dólares convertidos em suas unidades, mas isso também não é a garantia de retorno sobre o investimento a longo prazo. O que podemos garantir é que, até o momento, o Bitcoin ainda continua sendo o principal ativo deste mercado.

8 - Estude Análise Técnica e Padrões Gráficos

Esse é quase um capítulo extra do aprendizado sobre trade e é extremamente incompreendido por 99% dos entusiastas e holders da comunidade de criptomoedas e isso ocorre porque muitos acham que indicadores são como “profecias”.  O básico, extremamente básico é você saber identificar padrões de alta e baixa e também como funcionam os padrões de bolha. O gráfico abaixo é um padrão de bolha de Wall Street e serve também para o mercado de criptomedas pois padrões gráficos não medem ativos, medem comportamento humano.  Eles não são ferramentas de adivinhação ou profecia e não devem ser levados ao pé da letra  como muitos acham, mas são como uma espécie de bússola para apontar tendências. Quem decide pra onde ir ou qual caminho tomar é você!

Na imagem abaixo o Ethereum visto em um escala desde o seu lançamento na Poloniex e sua primeira bolha que comparada ao padrão acima está bem próxima ao período de capitulação e próximo da estabilização do preço para iniciar um novo ciclo de crescimento.

A mídia popularizou o termo bolha como sinônimo de catástrofe de determinado ativo, mas qualquer um que analise o gráfico de qualquer ativo verá que estes padrões se repetem o tempo todo, tanto em curto como em longo prazo.  Portanto, quando for iniciar em um mercado de uma determinada criptomoeda veja em que ponto ela está e não esqueça de unir a isto o preço do bitcoin, que também tem sido um doas determinantes deste mercado.

No site da Trading View há várias análises de gráficos postada por usuários diariamente, elas podem servir para você ter uma noção de como funciona.

9 - Cuidado com as baleias!

Na linguagem do trade, o mercado é o mar, os pequenos investidores são as sardinhas e os gigantes são baleias e quando escutar essa referência nos fóruns e grupos de internet é sobre isso que estão falando. Com enorme volatilidade, o mar das altcoins e tokens é o habitat perfeito para a prática do Pump and Dump, algo como inflar e despejar. Com uma quantidade enorme de bitcoins e outras criptomoedas e tokens, principalmente em mercados com baixo volume, a baleia entra e compra boa parte das ordens abertas elevando o preço às alturas. (Já vi moeda subir 5.000% em 1 hora na Poloniex.)  Atraídos pela gorda porcentagem os peixes correm em direção da moeda e compram  as ordem em preços elevados criadas pelo software da baleia, (geralmente usam bots para fazer isso) e quando atingem o retorno desejado, a baleia despeja todas as moedas compradas jogando novamente o preço pra baixo, dando um enorme prejuízo para os peixes ambiciosos.

Hoje esse tipo de estratégia tem sido feito de várias formas. Quando o trade de criptomoedas era mais inocente, as baleias entravam e saiam em questão de horas, hoje elas utilizam formas mais discretas e inflam uma moeda em dias e vendem aos poucos.  Criam projetos fraudulentos e inflam preços em médio prazo pra atrair peixes gananciosos e quando menos se espera, booom!  50% de perda sem nenhuma causa concreta!  Isso é pump e dump!

Existe a possibilidade de lucrar acompanhando as baleias, mas como na analogia do mar, é muito mais fácil ser engolido por elas. Se um token ou uma moeda não tem atributos reais para impulsionar o preço e está subindo de forma assustadora, pode acreditar que há uma baleia navegando naquele mar. Quer seguir atrás de dinheiro fácil?  Navegue por sua conta e risco!

10 - Nunca coloque todos os ovos na mesma cesta!

Se você está pensando em mudar parte do seu capital de investimento para o mercado de criptomoedas e tokens, não coloque mais de 20%.

Repetindo: 

Não invista mais de 20% do seu capital no trade de criptomoedas e tokens!

Essa é a regra de ouro!

Além dos riscos gigantescos, principalmente para principiantes, não será o montante do seu capital inicial que fará você ganhar neste mercado, será o seu conhecimento e experiência adquiridos ao longo do tempo.  Use os lucros para investir mais!

Invista em longo prazo e divida o seu montante em  até 5 projetos que você acredita ter futuro. Coloque 20% em cada um. Há traders que dividem por 10, colocando 10% em cada token ou moeda. Se for apostar na jogatina do sobe e desce em curtos períodos, utilize no máximo 20% deste montante, ou seja, 80% pra longo prazo e 20% pra short.

Estas são apenas dicas básicas para quem está começando, você irá criar suas próprias táticas e estratégias de acordo com o conhecimento e experiência que adquirir ao longo dos meses.

E a última dica é, se acordar e ver tudo vermelho na tela:  Não entre em pânico! Se estiver tudo verde: Não se empolgue! 

Ganhe tempo e cadastre-se já na principal plataforma de Trade do mercado e compre Bitcoins com PIX:
BinanceBinance)

Comentários do Facebook

Comentários

9 Comentários
  1. Bom texto….continue assim. Pra acrescentar, falou muito bem sobre as baleias…. parecem sereis pra pobres mortais. Ganhou um inscrito. abraço.

  2. […] Leia também: 7 dicas importantes para operar no trade de criptomoedas […]

  3. Excelente dicas! Parabéns pela clareza!

  4. […] Em um cenário onde a poupança remunera ínfimos 0.37% ao mês e outros investimentos não passam de 15% ao ano, as ondas gigantescas do mercado de criptomoedas se tornaram atrativas para quem não tem medo de se afogar, e acredite que muitos se afogam fácil. Onde é possível ganhar muito, também é possível perder muito dinheiro, tudo vai depender do conhecimento, estratégia e tempo que será dedicado para esse propósito.  Para se aprofundar no assunto leia no artigo com dicas importantes para operar no trade de criptomoedas. […]

  5. […] 7 dicas importantes para operar no trade de criptomoedas … […]

  6. […] 7 dicas importantes para operar no trade de criptomoedas … […]

  7. […] Leia também nosso artigo com 7 dicas importantes para operar no Trade de Criptomoedas […]

  8. […] correção, principalmente quando os preços caem significativamente, melhor forma de investir é o trade de criptomoedas. Confira nosso artigo que mostra 7 formas de investir em criptomoedas no […]

  9. […] uma questão muito simples, além de ser o projeto mãe e pai do mercado de criptomoedas, o preço das demais moedas ainda estão fortemente atrelados ao preço do Bitcoin. O Bitcoin ainda […]

    Deixe uma Comentário

    Satoshi.Network
    Logo