Notícias

Criptomoedas já acumulam capital maior que o PIB de 133 países

No dia 06 de junho de 2017, o site CoinMarketCap.com, um serviço de indexamento em tempo real que traz os preços e volumes das mais de 750 criptomoedas negociadas em mais de 800 sites de compra e venda pelo mundo afora, mostrava que pela primeira vez o volume de capitalização de mercado ultrapassava a barreira dos US$ 100 bilhões.  Sete dias depois ele batia seu recorde histórico, chegando a US$ 114 bilhões.

Pra quem não tem ideia do que esse número significa, esse valor é maior que o PIB do Kwait, que em 2016 foi de US$ 109 bilhões, o 59º entre os 191 países listados pelo FMI.  Se o volume total de dólares acumulados em criptomoedas fosse o PIB de um país, esse “criptopaís” seria o 58º país mais rico do mundo, superando a economia de 133 países, entre eles Kwait, Marrocos, Equador, Uruguai, Panamá, Bulgária, Costa Rica, Líbano e Islândia.

Se compararmos esse montante com o total de capital acumulado por bilionários em cada país, o mercado de criptomoedas estaria em 13º lugar perdendo apenas para o total de dólares acumulados pelos bilionários do Brasil, que é o 12º país da lista dos 25 países com mais bilionários no mundo publicada pela Forbes em 2016.

 

Bolha, fuga de capital ou consolidação do mercado de criptomoedas?

Em 01 de junho de 2016, o total de dólares convertidos em criptomoedas era de US$ 10 bilhões. Em 25 abril de 2017 ele já havia triplicado, alcançando os US$ 30 bilhões e não parou mais de crescer desde então em uma velocidade jamais vista na história deste mercado.

O que muitos estão se perguntando é do que se trata esse crescimento fora do comum. Seria uma bolha,  a consolidação do mercado de criptomoedas ou fuga de capitais?  Talvez seja uma mistura das 3 alternativas por conta das seguintes questões a seguir:

  1. Fuga de capital chinês, por conta de resoluções do governo que começarão a valer a partir do de 1º de julho de 2017.  (Fonte:https://steemit.com/news/@sweetsssj/china-s-last-bid-to-curb-capital-outflows-crypto-markets-must-observe-the-important-date-july-1st)
  2. O governo japonês reconheceu o bitcoin como meio de pagamento legal, e a venda da moeda no país passará a estar isenta de imposto sobre o consumo, a 1 de julho de 2017. Com a implementação destas medidas, a procura pela bitcoin no Japão aumentou. (Fonte: https://www.efconsulting.pt/2017/05/01/bitcoin-pela-primeira-vez-acima-1400/)
  3. Possível mudança de protocolo para melhorar a escalabilidade da rede Bitcoin no dia 1º de agosto de 2017 – Mais informações  (https://www.google.com.br/search?q=bitcoin+uasf&oq=bitcoin+uasf&aqs=chrome..69i57j0l5.8649j0j4&sourceid=chrome&ie=UTF-8#q=bitcoin+uasf&tbs=lr:lang_1pt&lr=lang_pt)

 

 

Comentários do Facebook

Comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top